terça-feira

Você é mau e corre perigo!


Nossa natureza é perversa e somente não fomos, ainda, completamente dominados pelo terror da malignidade porque a graça de Deus ao mesmo tempo coloca um freio em nossa tendência natural para o mal como também faz com que nossos corações, mesmo que de forma distorcida, desejem o bem. Se somos capazes de amar, de anelar pelo bem e desejar a felicidade é porque a graça comum de Deus ainda alimenta nossos corações e nos indica que as trevas que nos rodeiam devem ser resistidas. Se Deus retirasse dos nossos corações os vestígios da sua santidade não nos sobraria bem nenhum, apenas nossas densas e aterrorizantes trevas. Nós não apenas cometemos pecado, nós somos naturalmente pecado e por isso carecemos desesperadamente da Graça salvadora de Deus para nos livrar do mal que nos destrói e do qual não podemos nos livrar por nós mesmos.

Por isso, a Graça de Deus em sua manifestação plena foi a nós manifestada na pessoa e obra do Senhor Jesus Cristo e somente por seus feitos, por sua morte e ressurreição, aqueles que ouvirem sua voz e a ela responderem com fé poderão ser completamente possuídos por sua Graça salvadora, restauradora, vivificadora, santificadora e eterna!

Quer você creia ou não, o que resta de humano em todos nós é obra exclusiva da misericórdia divina. Mas essa misericórdia cessará um dia e seremos o que naturalmente somos sem a presença dessa misericórdia, dessa intervenção em nosso ser. Seremos puramente pecado e trevas ou seremos santos filhos de Deus, desfrutando de uma vida gloriosa e eterna se a Cristo seguirmos com fé, revestindo a nós mesmos com a sua verdade.

"Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,

estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus." 
(Efésios 2:4-8)




O pecado é um mal insaciável.

O pecado é uma característica humana que não pode ser estimulada, porque se for estimulado verdadeiros monstros que estão aprisionados nos calabouços do subconsciente, e que a boa e sã consciência reprime, serão libertados e se manifestarão para tentar saciar seu desejo por realização e poder, e esse é um mal insaciável que é imposto à criação de Deus para consumí-la numa ganância angustiante de tentar satisfazer um anseio auto-destrutivo que subjuga todas as outras criaturas, sejam elas animais ou pessoas que são desumanizadas por ideologias depravadas e desenvolvidas para a satisfação das exigências do pecado.

A única solução possível é a necessidade que temos de sermos salvos desse mal que nos destrói e isso não pode ser feito por nossos esforços, mas unicamente pela intervenção da misericórdia divina que é operada em nós através do que Jesus Cristo fez por amor: o Deus criador se fez homem, viveu entre os homens ensinando a verdade e assumiu a culpa pelo estado de pecado do seu povo, pagando por suas dívidas com sua morte na cruz para que seu povo pudesse ser libertado das correntes do pecado e fosse redimido desse mal que atormenta nossa alma. O pecado faz parte do que somos até que a Graça de Cristo nos cubra por meio da fé no Evangelho, transformando-nos em filhos de Deus.

Precisamos ser salvos de nós mesmos e da ira futura que a perfeita justiça exige e isso só é possível através do renascimento que o Evangelho proporciona àqueles que creem em Cristo.