terça-feira

A "dominação" da perversão sexual em nosso tempo.

Recebi um texto por e-mail de um amigo e irmão na fé com reflexões e citações sobre a perverção sexual em nosso tempo e como a mídia e o poder público têm lidado com isso e como a Igreja cristã deve se posicionar a respeito.

Esse amigo e irmão, Cassiano, me autorizou a postagem do seu texto, que segue logo a seguir:

Caros irmãos:

Há pouco tempo atrás, fomos surpreendidos pela investida dos homoafetivos (novo termo carinhoso criado provavelmente por algum deles para disfarçar a sua teratológica preferência sexual), no sentido de tentar legalizar a proibição de ser dito que tal prática vai contra os mandamentos de Deus. Ações judiciais emergiram para coibir editoras bíblicas de imprimirem os versículos que dizem algo a respeito. Só espero que Deus não permita que isso aconteça. Mesmo que um dia eu seja proibido de falar a respeito, não me calarei, pois diante da notória e indiscutível incompatibilidade entre a lei dos homens e a de Deus, devemos seguir a última.

Não muito tempo depois e enquanto o assunto ainda gerava polêmicas, surge o malfadado reality show em sua 10ª edição, que tem muito mais a ver com "amigo da onça" do que com "grande irmão", cuja direção disse não temer a reação da comunidade evangélica pelo fato dessa edição ser a mais promíscua e blasfêmia de todas (com clara apologia ao homossexualismo, com direito a beijos entre homens transmitidos ao vivo), dizendo que somos "desunidos e omissos", provavelmente imaginando estar atacando a sua atual maior concorrente, a TV dos "Bispos".

Para "ajudar a piorar", na calada da noite e em pleno final de ano, para passar desapercebido, o Presidente Lula e sua comitiva de plantão aprovaram o texto do herege Programa Nacional de Direitos Humanos III, o qual defende, entre outras barbáries, a invasão de terras, a relativização do direito de expressão, a proibição do uso de símbolos religiosos e a descriminalização do aborto em qualquer tempo de gestação, dentre outras barbáries, o qual Lula disse ter assinado sem ler (também segue arquivo anexo e estes links: http://www.youtube.com/watch?v=dODTR0jBlGI e http://www.youtube.com/watch?v=rfRxa5r29Wg). Não deixem de assistir os dois, é assustador!


Concomitantemente, uma propaganda do Governo Federal de "conscientização" sobre sexo seguro no carnaval mostra um jovem dialogando com um preservativo animado, o qual lhe incentiva a fazer sexo com outro rapaz em que o protagonista principal, segundos antes, em tons afeminados, diz ter ficado deslumbrado com sua beleza. No final, o slogan dessa propaganda anátema gira em torno de algo assim: "Seja por amor, paixão ou só sexo, use camisinha"! Vejam vocês mesmos: http://www.youtube.com/watch?v=FQrXPR1gOhA&feature=PlayList&p=232ABABAEADEF317&playnext=1&playnext_from=PL&index=2

Como se não bastasse, o cantor Elton John, em entrevista para a revista norte-americana "Parade" disse acreditar que "Jesus era gay"! Segue o link da notícia: http://br.noticias.yahoo.com/s/19022010/48/entretenimento-elton-john-jesus-gay.html. Ora, se ele quer ser gay ou defender os seus direitos de o ser, que não atente afrontosamente contra aquele que morreu na cruz para salvar nossas vidas! Quanta ousadia e petulância impingir ao Filho de Deus uma mácula dessas! Será que ele e sua classe não entendem que é perfeitamente possível um homem não ter relação com uma mulher sem necessariamente ter que ser homossexual? Jesus veio para a Terra para cumprir uma missão muito maior do que a sua mente vazia pode compreender!

Felizmente, sabemos que a vida não se resume a opulência e prazeres carnais! Quantos sinais do final dos tempos! Daqui a pouco, nós seremos os anormais! Não podemos nos calar diante dessas afrontas à humanidade e ao nosso Deus! Façamos a nossa parte de propagar os Seus Sagrados Estatutos!


"Quem defende o aborto e o homossexualismo só o pode fazer hoje graças aos seus pais, que não tiveram a mesma idéia." - Cassiano R. Rampazzo.